Melhores Momentos

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Finalmente no Guinness Book of Records o jardim da orla de Santos -

É oficial. Depois de muita pesquisa, os editores do Guinness Book of Records, o livro dos recordes, finalmente incluíram o jardim da orla de Santos como o jardim frontal de praia de maior extensão do mundo.

São 5.335 metros de extensão distribuídos ao longo de sete quilômetros de praias, ou 218 mil e 800 metros quadrados, que vão do José Menino à Ponta da Praia. Estão incluídos no website do Guinness; este será o primeiro passo para que Santos figure na edição impressa de uma das publicações mais lidas do planeta.

De acordo com um dos responsáveis pela edição inglesa do Guinness, Stuart E.F. Claxton, a inclusão dos jardins ocorreu ao final do ano, próximo ao fechamento da edição anual do livro.

Além de pedir material fotográfico e informações sobre os jardins, que servirão para ilustrar o espaço designado dentro do website, em sua mensagem, um certificado foi enviado para a Prefeitura, confirmando o recorde.

CORES
Lembrando um tapete colorido, o maior jardim urbano de orla marítima do mundo é enfeitado por biris (flores vermelhas), lírios (amarelos), crinuns (brancos), margaridas e coleus. Todas do tipo perene, ou seja, mais resistentes ao clima da região, que apresenta umidade, salinidade e vento.

Essa característica permite que o jardim esteja florido por mais tempo durante o ano. Para manter o conjunto de mais de 100 espécies de flores, plantas e palmeiras em perfeito estado, uma equipe de 38 jardineiros da Prefeitura presta dedicação exclusiva e diária, adubando e refazendo canteiros. Um trabalho artesanal, já que cada espécie pede cuidados diferenciados.  

Caçada deu origem a uma das publicações mais lidas do mundo

No início do século XIX, o nome Guinness já era famoso em toda Europa.

A Guinness Brewery, uma cervejaria localizada em Dublin, na Irlanda, fundada por Arthur Guinness, em 1759, era responsável pelo fornecimento da maior parte da cerveja vendida nos bares de toda Grã-Bretanha.

Depois de se tornar fornecedora da família real britânica, a empresa cresceu ainda mais e se tornou a principal referência em matéria de cerveja no continente europeu.

Em 1951, durante uma caçada , o então diretor do Grupo Guinness, Sir Hugh Beaver, envolveu-se em uma discussão sobre o fato a tarambola dourada ser ou não a ave de caça mais veloz da Europa.

Novamente, em 1954, surgiu uma dúvida semelhante envolvendo duas outras espécies de aves. Homem de grande visão, ocorreu, então, a Sir Hugh, que numerosas dúvidas e disputas parecidas deveriam ser discutidas todas as noites, nos pubs (bares da Inglaterra) e que um livro que respondesse a essas questões seria um enorme sucesso.

Sir Hugh designou para ao trabalho os gêmeos Norris e Ross MacWhirter, que foram os primeiros editores do The Guinness Book of Records. Após um ano de intensas pesquisas, a edição foi finalizada em 27 de agosto de 1955, contando com 198 páginas.

O livro logo tornou-se um best-seller. Desde então, já vendeu cerca de 80 milhões de cópias em 40 diferentes países e em 37 línguas diferentes.

O livro relata os feitos mais incríveis já realizados pelo homem, assim como os fatos mais curiosos e excêntricos.

Sobre o Autor:

Leia Mais sobre o propósito da existência do blog »

facebook twitter google plus

Cristiane Marquesi CRISTIANE MARQUESI é escrevente e blogueira. Formada em Técnico de Contabilidade e Administração, pensa ainda em cursar mais. Mora em Laranjal Paulista, cidade do interior do Estado de São Paulo. Criadora do [ Meu Querido Diário ] que vem se destacando por todo território nacional e internacional. Adora as redes sociais, curtir e compartilhar todo tipo de assunto. UM PENSAMENTO | A sua profissão é privilégio e aprendizado. Se você puser amor naquilo que faz, para fazer os outros felizes, a sua profissão, em qualquer parte, será sempre um rio de bênçãos.

Legado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...